Notícias

Senador Romero Juca e o Prefeito de Pacaraima Altemir Campos visitam ministro da Justiça e o Presidente da Funai buscando soluções para problemas que afetam Roraima e o Município de Pacaraima
16 DE JUNHO DE 2017

 — Foto:

— Foto:

Brasília – O vice-presidente do Senado, Romero Jucá (PMDB/RR), se reuniu nesta quarta-feira (27), com o ministro da Justiça Eduardo Cardozo para tratar da solução de problemas que afetam a economia e a população de Roraima.  Entre eles, a liberação do tráfego, com retirada das correntes existentes na BR-174, na área indígena waimiri-atroari, continuidade das obras do Linhão Manaus-Boa Vista e o desmembramento do município de Pacaraima da reserva indígena de São Marcos, em Roraima.

Jucá entregou ao ministro da Justiça, ofício com detalhes dos problemas apresentados e solicitou urgência para uma solução definitiva. “ O ministro entendeu a necessidade de priorizar uma resposta à esses problemas que há anos afetam a vida das pessoas que vivem nessas regiões, como também a economia, atrasando investimentos e o desenvolvimento de Roraima”, explicou Romero Jucá.

Após o encontro, o ministro da Justiça Eduardo Cardoso confirmou que irá dar prioridade para os pedidos realizados pelo senador Romero Jucá. “ O nosso objetivo é encontrar uma solução o mais rápido possível e evitar conflitos que podem ser resolvidos com boas negociações. O senador Jucá argumentou de maneira responsável sobre cada problema e firmamos um compromisso com ele para resolver todos”, disse Eduardo Cardozo.

O ministro informou ainda que determinou ao presidente da Funai, Flávio Chiarelli, presente na reunião, que entregue o mais breve possível relatório sobre as questões levantadas e a proposta do órgão para que as pendências sejam resolvidas.
Para o prefeito de Pacaraima, Altemir Campos, a reunião foi a mais produtiva já realizada nos últimos tempos no ministério da Justiça. “ Saio confiante que podemos dar uma boa notícia em breve para nossa população que é prejudicada pelo fato do município não ser desmembrado da área indígena. Isso atrapalha os investimentos e também obras que poderiam ser realizadas”, afirmou.

A proposta apresentada por Romero Jucá para solucionar o problema em Pacaraima, é que seria retirada da reserva a área urbana que são de 12 mil hectares. “ O importante é destacar que não haverá perdas para a reserva, pois a área indígena seria ampliada em área de floresta”, disse o senador.

Liberação tráfego BR-174 
Durante audiência com o ministro, Romero Jucá defendeu a suspensão da medida que proíbe o tráfego noturno na BR-174 no trecho da reserva indígena Waimiri-Atroari. O parlamentar também solicitou recentemente que o Supremo Tribunal Federal (STF) dê prioridade no julgamento de ação que tramita na justiça com este objetivo.

“Nós defendemos a retirada da corrente que existe no local e a construção de postos de vigilância da Funai na entrada e saída da reserva Waimiri-Atroari; com controle total dos veículos que trafegam e também realizando a proteção da fauna e flora do lugar”, defendeu Romero Jucá.

A BR-174 liga Manaus a Boa Vista e segue até a fronteira com a Venezuela. A interdição do tráfego após as 18 horas acontece desde 1974, e é apoiada pela Funai.

Linhão Manaus/Boa Vista
Romero Jucá adiantou ao ministro da Justiça, Eduardo Cardozo, que já tomou providências diretamente também com o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB/AM) e que aguarda que todas as exigências feitas pela FUNAI para que o linhão passe pela área indígena waimiri-atroari sejam cumpridas o mais breve possível.  Com isto será possível realizar a interligação de Roraima com o Sistema Elétrico Nacional. “ A paralisação desta obra está travando a solução do problema energético de Roraima e prejudicando a população que necessita de energia confiável. Isto é uma prioridade já que não podemos confiar na energia vinda através de Guri com a crise que afeta a Venezuela”, explicou.

http://fontebrasil.com.br

OUTRAS NOTÍCIAS

Educação   28 DE AGOSTO DE 2018
Comunicado   08 DE MARÇO DE 2019
Cultura   22 DE FEVEREIRO DE 2018
Cidadania   29 DE JUNHO DE 2018
Cidadania   07 DE FEVEREIRO DE 0018
Aviso   12 DE AGOSTO DE 2018